Skip to content
Saúde 10

Nidação x Menstruação

Nidação x Menstruação

Nidação x Menstruação

Apesar de tanto a nidação quanto a menstruação serem sangramentos femininos, elas têm significados totalmente diferentes.

A menstruação é um sangramento mensal e mais intenso, com duração de 3 a 5 dias em média e que indica que a mulher não está grávida. Já a nidação é um sangramento leve, que acontece em apenas 30% das gestantes, podendo durar de 1 a 3 dias e ao contrário da menstruação, a nidação ocorre para confirmar uma gravidez.

Qual a diferença entre nidação e menstruação?

Apesar de terem alguns sintomas parecidos, a nidação é bastante diferente da menstruação.

A menstruação é um sangramento que acontece quando o óvulo, que foi liberado pelo ovário para ser fecundado, não é fertilizado. Esse processo ocorre na última fase do ciclo menstrual quando, após não ter sido fecundado, o endométrio se desprende da parede do ovário da mulher.

Já a nidação é a implantação do embrião no útero da mulher, confirmando sua gravidez. Algumas vezes acontece o que é chamado o sangramento de nidação. Esse fenômeno ocorre quando, no momento da implantação, o embrião se aloca de maneira profunda ao endométrio, buscando diminuir os riscos de aborto por deslocamento.

Para saber mais informações sobre o processo de nidação clique aqui.

É importante que você observe algumas diferenças que te ajudarão a distinguir entre o que é menstruação e o que é nidação.

Fique atenta ao fluxo: A nidação é um tipo de sangramento leve e de cor clara, enquanto a menstruação tem como característica aumentar o fluxo do sangramento e escurecer com o passar dos dias. Outro ponto importante é que a nidação não conta com coágulos sanguíneos enquanto é quase que garantido que apareçam na menstruação.

Fique atenta a cor: O sangramento da menstruação é de cor vermelha forte já no caso da nidação, a cor deverá ser mais amarronzada ou de cor rosa.

Fique atenta a regularidade: Durante a menstruação o sangramento é contínuo durante todo o período. No caso do sangramento de implantação do embrião, é provável que seja inconstante, indo e vindo ao longo de um ou dois dias.

Repare nas cólicas: Apesar de ambas causarem cólicas, a cólica menstrual acontece de forma mais intensa, podendo aumentar gradualmente ao longo dos primeiros dias. Já as cólicas de nidação não aumentam nunca sua intensidade.

Fique atenta ao calendário: Em um ciclo menstrual que varia entre 28 e 30 dias, o natural é que a ovulação aconteça entre o 13° e 16° dia. Como a nidação pode acontecer durante os 10 seguintes dias após a ovulação, é possível que um sangramento de nidação ocorra de dois a sete dias antes do período natural de menstruação.

Diferentes tipos de fluxo e coloração menstrual.
Fluxos e colorações da menstruação.

Nidação ou menstruação adiantada

Algumas vezes é possível que ocorra um sangramento de menstruação adiantada e isso pode ser devido a alguns fatores. Entre eles podemos citar as alterações hormonais fora do previsto, que faz com que o ciclo menstrual diminua, ou até mesmo o atraso na ovulação, que pode tornar o período mais curto.

Além desses fatores, foi comprovado cientificamente que fatores externos como estresse excessivo ou um forte abalo emocional também podem alterar o ciclo, podendo encurtá-lo.

Também é necessário levar em conta que nem todas as mulheres tem uma menstruação tão regulada. Algumas vezes o ciclo menstrual pode chegar a variar de 25 a 35 dias. Caso o sangramento seja muito antecipado, é necessário procurar um médico especialista para saber se há algo errado com sua saúde.

Nidação ou menstruação atrasada

Quando a menstruação atrasa, a primeira coisa que pensamos é na possibilidade de uma gravidez. Porém algumas vezes o atraso pode ser causado por outros fatores.

Alguns dos principais motivos que podem causar o atraso são: estresse excessivo, fortes emoções, alterações de hormônios ou até mesmo consumo excessivo de cafeína ou álcool. Porém existem outros fatores que podem influenciar.

  • Prática de atividades físicas em excesso;
  • Tipos de distúrbios alimentares como bulimia ou anorexia;
  • Má alimentação;
  • Dietas com muitas restrições;
  • Possíveis alterações dos ovários;
  • Alteração hormonal por conta de síndrome de ovários policísticos, mioma, endometriose ou até mesmo pelo consumo da pílula do dia seguinte;
  • Caso tenha feito curetagem ou alguma cirurgia recente na região pélvica;
  • Possibilidade de menopausa precoce;
  • Pós-parto, pois a menstruação, em geral, retorna após o período de amamentação;
  • Doenças que impactem a hipófise ou o hipotálamo.

Em geral o atraso menstrual dura de 1 a 5 dias, podendo chegar a 1 ou 2 meses. No caso de atrasos além de 3 meses, quando a possibilidade de gravidez já foi descartada, é importante que você busque a ajuda de um médico especialista para saber quais os motivos desse atraso tão prolongado.

Se após alguns dias de atraso você notar um sangramento, não quer dizer que seja sangramento de nidação. Inclusive, muito provavelmente não é esse o caso. Isso pois a nidação costuma acontecer antes da fase menstrual e não após ela.